N64

Então, atualização relâmpago porque a anterior era podre e porque eu precisava falar sobre o que me aconteceu hoje. Foi tão lindo *W* Vamos lá:

Mayara acorda 6:40 da manhã pra me arrumar pra faculdade, mamãe vai dar carona então yey. Metrô lotado, nada de novo. Mayara vai pra Pavuna pra conseguir sentar. Sim, eu faço isso. Sim, eu sei que é moralmente errado. Sim, eu não me importo. 21 estações depois (contando ir pra Pavuna e voltar), chego em Maracanã. Entro na UERJ e sigo para o andar feliz da FCS. Piso no hall às 8:30.

Momento: O.O

Eu chego e está tudo deserto. Eu sei que choveu ontem e alagou a Tijuca, mas não havia sinais aparentes de nenhum desastre no meu caminho até ali. E normalmente a minha turma fica conversando enquanto espera o professor. Mayara assume que não vai ter aula. Mas tem estágio à tarde, então, droga. Mayara acha um banco pra sentar e vai ler. Pessoas vem, pessoas vão. Nada da professora. A aula começa, teoricamente, 8:50. A professora, normalmente, chega às 9.

9:15, uma colega de turma me chama para procurar a turma no CACoS (Centro Acadêmico de Comunicação Social). A gente entra e… *W* Lá no CACoS, tem dois sofás, uma mesa com cadeiras, uma geladeira, um microondas, um armário, uma TV. É, é uma sala feliz para aluninhos matarem aula. Mas minha reação nada tem a ver com nada disso. Talvez tenha a ver com a TV, um pouco. Minha turma estava toda reunida, espalhada pelos sofás, em volta da TV. Quatro aluninhos felizes estavam segurando controles de Nintendo 64 e eu cheguei para assistir ao final de uma corrida de Mario Kart. Na Rainbow Road.

Minha turma estava jogando Mario Kart. Minha turma é feliz. Meu respeito pelos meus colegas subiu uns mil níveis hoje. Pena que não deu pra eu jogar, a professora apareceu mais de meia hora atrasada e nos levou para a aula.

Agora estou em casa e serei feliz por mais 3hrs jogando HeartGold antes de parar pra estudar.

Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *